selo Anuncieaqui triplo

Após réveillon, 694,2 toneladas de resíduos são recolhidas no Rio

por Redação.

City Portal
01/01/2016 15:14:00
 
Após uma manhã inteira de trabalhos, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) recolheu 694,2 toneladas de lixo em todos os pontos de festa após o réveillon no Rio de Janeiro. Apenas na orla de Copacabana, na zona sul, onde cerca de dois milhões de pessoas celebraram a principal festa da cidade, foram removidas 363,5 toneladas.
 
garisrio1.jpg
 
Desde as 6 horas desta sexta-feira (1º), 3.358 garis (1.165 deles só em Copacabana) e 344 profissionais de limpeza trabalhavam na limpeza da cidade. Apesar dos 1.455 contêineres instalados, houve muito trabalho para o recolhimento de garrafas, embalagens e outros itens. Para o apoio, foram disponibilizados ainda 247 veículos e equipamentos como caminhões, pás mecânicas, caminhões-pipa, varredeiras, sopradores, entre outros.
 
Em Copacabana, dos resíduos recolhidos, 315,2 toneladas eram de lixo e outras 48,3 toneladas eram de itens potencialmente recicláveis. Nas praias da Barra da Tijuca e do Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste, foram removidas 115,8 toneladas ao todo.
 
Já no Parque Madureira, na zona norte, onde cerca de 60 mil pessoas comemoraram o novo ano, foram removidas 7,8 toneladas. A operação ainda percorreu o Piscinão de Ramos (15,9 toneladas), a Penha (três toneladas), a Praia do Flamengo (25 toneladas) e a Ilha do Governador (20,4 toneladas).
 
O número geral de lixo recolhido este ano foi um pouco maior do que no réveillon 2015, quando a Comlurb recolheu 680 toneladas de lixo em todos os eventos, sendo 370 toneladas só na praia de Copacabana.

El Niño perderá força entre abril e maio, prevê meteorologista

por Redação.

City Portal
29/12/2015 14:02:00
 
Em 2016, o fenômeno El Niño deve sofrer um enfraquecimento gradativo até meados de abril ou maio, disse o meteorologista-chefe da Previsão do Tempo do Instituto Nacional de Meteorologia, Luiz Cavalcanti. O fenômeno, que provoca flutuações no clima devido ao aumento da temperatura das águas do Oceano Pacífico, foi o responsável pelo excesso de chuvas na região Sul, pela seca na região Nordeste e em parte da região Norte, em 2015.
 
elnino1.jpg
 
Ainda teremos o El Niño atuando durante o primeiro semestre de 2016, mas seu enfraquecimento trará reflexos na organização do clima”, disse Cavalcanti. A previsão é que, com o fim do El Niño, o Sul não deverá ter tantas chuvas em 2016. No Centro-Oeste, as chuvas não devem tardar tanto, diminuindo a ocorrência de incêndios.
 
Entre os principais acontecimentos climáticos de 2015 no Brasil, o meteorologista citou as chuvas no Sul e Centro-Oeste, a seca no Nordeste (que dura 4 anos) e a seca no Sudeste, no começo do ano, que resultou em problemas de abastecimento de água em São Paulo. “Foi um ano muito quente no Brasil”, concluiu Cavalcanti.
 
Virada do ano
 
Para a passagem do Ano Novo, o meteorologista prevê que São Paulo deve ter pancadas de chuvas isoladas no final da tarde, com temperatura mínima de 18° e máxima de 26°. No Rio de Janeiro, a temperatura ficará entre 25° e 38° e há possibilidade de chuvas isoladas, fracas e passageiras, no final da tarde. Porto Alegre deve ter pancadas de chuva durante a noite e a temperatura ficará entre 24° e 30°.
 
Em Natal, há possibilidade de chuvas fracas e passageiras e temperatura entre 25° e 30°. Em Manaus, onde a mínima ficará entre 26° e 34°, não há previsão de chuva para a virada do ano. Em Brasília, há possibilidade de pancadas de chuva no final da tarde e a temperatura vai variar entre 20° e 26°.

Chuvas levam 12 municípios do RS a decretar situação de emergência

por Redação.

City Portal
25/12/2015 18:41:00
 
As chuvas que atingem o Rio Grande do Sul levaram 12 municípios a decretarem situação de emergência, conforme último boletim da Defesa Civil do estado, divulgado ontem (24). Um novo comunicado deve ser publicado no fim da tarde de hoje (25).
 
chuvaliv.jpg
 
As localidades em situação de emergência são: Liberato Salzano, Trindade do Sul, Nonoai, Santo Ângelo, São Miguel das Missões, Guarani das Missões, Roque Gonzáles, Cândido Godói, Uruguaiana, Quaraí, Passa Sete e Não Me Toque.
 
Segundo a Defesa Civil, equipes estão vistoriando áreas de risco e prestando suporte técnico às prefeituras com a finalidade de tornar o processo de decretação mais ágil.

Samarco não assina termo para ressarcir vítimas de Mariana

por Redação.

City Portal
10/12/2015 16:25:00
 
A mineradora Samarco não assinou o termo de conduta proposto pelo Ministério Público que garante o ressarcimento às vítimas da tragédia em Mariana (MG). Há pouco mais de um mês, o rompimento da barragem de rejeitos do Fundão destruiu o distrito de Bento Rodrigues e deixou mais de 600 desabrigados.
 
barragemariana.jpg
 
O termo de conduta, cujo prazo expirou nessa quarta-feira (9), previa ações de apoio e ressarcimento às vítimas do rompimento da barragem. A mineradora informou que continua analisando os termos do documento com o próprio Ministério Público.
 
* Agência Brasil

Barragem de represa se rompe e arrasa balneário em MS

por Redação.

City Portal
07/12/2015 15:07:00
 
A barragem de uma represa se rompeu neste domingo, 6, e arrasou a estrutura do balneário Ayrton Senna, em Caarapó, na região de Dourados, em Mato Grosso do Sul. A massa de água arrastou instalações, arrancou árvores e causou o transbordamento de um córrego. Apesar da violência das águas, ninguém ficou ferido. Chovia intensamente na região e a estrutura da barragem não suportou a pressão da água.
 
represaas.jpg
 
O prefeito da cidade, Mario Valério (PR), disse que o risco de rompimento foi percebido em tempo de avisar os moradores da região. Segundo ele, não foi possível evitar o desastre porque a chuva não permitiu a chegada de máquinas e pessoal até o local da barragem. O Corpo de Bombeiros informou que animais domésticos e silvestres morreram na enxurrada, mas os danos ambientais não foram significativos.
 
O município está em estado de emergência desde o fim de novembro por causa dos estragos das chuvas em pontes e estradas. O balneário era a única atração turística da cidade de 23 mil habitantes, e o reservatório servia de opção para abastecimento público. Segundo o prefeito, as chuvas já causaram prejuízos de R$ 7 milhões ao município.
 
Na região sul do Estado, 24 municípios estão em estado de emergência por causa das chuvas. Pelo menos 23 pontes foram destruídas e 43 rodovias sofreram estragos. Em cidades como Coronel Sapucaia e Amambai, as aulas foram suspensas por falta de condições de transporte. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que sobrevoa a região nesta segunda-feira, 7, pediu ajuda ao governo federal.