selo Anuncieaqui triplo

Bruna Góes volta ao Paris em outubro com “Amy Winehouse Live”

por Redação.

08/10/2017 15:15:00
 
Cantora lotou a plateia em dois shows em setembro e promete repetir o sucesso este mês. Apresentações acontecem nos dias 19 e 26
 
amy.jpg
Bruna Góes durante apresentação no Paris 6 By Night no dia 14 de setembro durante show tributo em comemoração ao aniversário da cantora
 
O espetáculo “Amy Winehouse Live” está de volta ao palco do Paris 6 Burlesque Music Hall & Night Bistro nos dias 19 e 26 de outubro.  Com a voz e performance marcantes de Bruna Góes (The Voice), Amy Winehouse é homenageada com toda pompa e circunstância.
 
Dos figurinos ao repertório completo, Bruna traduz a trajetória da inglesa com emoção e alegria. Fã nº1, como ela mesma se declara, Bruna ficou conhecida em 2016 por participar do The Voice Brasil e também por estrelar a turnê “Back To Amy”, que percorreu os principais teatros do Brasil.
 
No repertório, sucessos como “Just Friends”,“Valerie” e “Monkey Man”, Bruna embalou o público em tom de alegria e irreverência, fez um show completo, contemplando desde o início da carreira da cantora até os hits que as consagram no mundo musical, como “Back to Black” e “Rehab”. “Tento sempre passar energia nos meus shows, pois ela (Amy) era uma pessoa que transmitia uma coisa incrível, que irradiava isso tanto em suas músicas quanto em suas apresentações”, confessa.
 
“Amy Winehouse Live”
19 e 26 de Outubro
Horário: 21h00 às 0h00
Paris 6 Burlesque Music Hall & Night Bistro
Rua Augusta, 2809, Jardins - São Paulo
Entrada: A partir de R$70,00
Ingressos à venda em:
Fonte: Bruna Góes

Alceu Valença apresenta Anjo de Fogo na Casa Natura Musical

por Redação.

01/10/2017 17:18:00
 
6 e 7 de outubro
Show inclui grandes sucessos da longa trajetória do ídolo e faz reverência especial a Luiz Gonzaga e à cidade de Olinda
 
Na sexta, 6, e no sábado, 7 de outubro, às 22h, na Casa Natura Musical, o cantor e compositor Alceu Valença apresenta seu mais novo show Anjo de Fogo. No palco, Alceu percorre momentos de sua múltipla trajetória aliados a uma sonoridade pesada e contemporânea. Como o vento que varre a cidade, o cantor se reinventa entre grandes sucessos e tesouros escondidos.
 
alceu.jpg
 
Dos temas repletos de metáforas que marcam sua fase inicial para o período de grande sucesso a partir dos anos 80 e 90, Alceu desfila uma seleção para constar em qualquer antologia da canção brasileira: Anunciação, Tropicana, Como Dois Animais, Pelas Ruas Que Andei, Solidão, Estação da Luz, Cabelo no Pente, Coração Bobo, Belle de Jour, Girassol.  Além do século XXI, a Embolada do Tempo ecoa seu petardo rítmico de versos demolidores.
 
Um anjo caolho que vai ao cinema, comete pecado e que cospe no chão,  anuncia Anjo de Fogo, destaque do novo CD/DVD Vivo! Revivo, dedicado à obra setentista do compositor. Entre ternos de vidro costurados a parafuso, cabeleiras vermelhas e raios de sol lilás, a psicodelia trafega em músicas como Agalopado, Papagaio do Futuro, Caravana e Táxi Lunar (estas, em parceria com Geraldo Azevedo e Zé Ramalho). Do parceiro Zé Ramalho, apresenta ainda uma inédita versão de Frevo Mulher.
 
O show inclui músicas de Luiz Gonzaga que exercem influência decisiva na obra de Alceu. Sabiá flutua entre o xote e o fado português. Xote das Meninas e Pau-de-Arara reafirmam a identidade primeira do menino criado na fronteira entre o agreste e o sertão pernambucano. Desde o primeiro encontro com Gonzaga, Alceu segue na trilha bem definida pelo rei do baião: “seu som é uma banda de pífanos elétrica”.
 
Para cantar Olinda, a lírica Marim dos Caetés (revelada no dueto de Alceu e Elba do primeiro Grande Encontro) abre as janelas para as ladeiras foliãs, entre o Hino do Elefante (de Clídio Nigro) - aquela do refrão Olinda Quero Cantar, na versão lenta e dilacerante arranjada por Alceu e Paulo Rafael -, e o Bicho Maluco Beleza que arrasta multidões a cada carnaval.
 
Alceu Valença
Anjo de Fogo
Quando: sexta, 6, e  sábado, 7 de outubro, às 22h
Abertura da Casa: 20h30
Ingressos:
Meia entrada para todos os setores
Pista: R$ 100  (lote 1) R$ 130 (lote 2) e R$ 160 (setor 3)
Bistrô superior: R$ 200
Camarote: R$ 240
Lotação para este show: 710 lugares
Classificação etária: 12 anos (menor de 12 acompanhado pelos pais ou responsáveis)
 
Casa Natura Musical
Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Horário da bilheteria: todos os dias, das 12h às 20h (dinheiro, CC e cartão de débito)
Vendas de ingressos: Eventim
SAC Eventim: 4003-6860, das 11h às 17h, de segunda a sexta-feira
Vendas para pessoas com deficiência: 4003-6860

Martinho da Vila e bateria da Unidos do Peruche fazem festa, em shows na Casa Natura Musical

por Redação.

20/09/2017 22:36:00
 
Show dá início às comemorações do seu aniversário de 80 anos e escola de samba apresenta enredo do Carnaval 2018, que homenageará Martinho da Vila
 
Na sexta, 22, e no sábado, 23 de setembro, às 22h, na Casa Natura Musical, o cantor e compositor Martinho da Vila apresenta o show do seu mais recente disco, De Bem Com a Vida. Em 2018, Martinho completa 80 anos de idade e será homenageado com o enredo da escola de samba paulistana Unidos do Peruche. A escola fará participação mais que especial nos shows do Martinho na Casa Natura Musical, com a presença da bateria, do intérprete Toninho Penteado, a rainha de bateria Stephanye Cristinne, passistas, mestre-sala e porta-bandeira, apresentando o enredo do Carnaval 2018, Peruche celebra Martinho, 80 anos do dikamba da Vila.
 
martinho.jpg
Foto| Leo Aversa
 
Depois de 9 anos, Martinho da Vila apresenta novo trabalho com músicas inéditas, muitas delas já chamadas de “novos clássicos”, como Amanhã é Sábado, com instigante letra sob o ponto de vista feminino, e Escuta Cavaquinho, um delicioso diálogo entre um cavaquinho e um violão, primeira parceria com o poeta mineiro Geraldo Carneiro, onde se ouve: “Escuta, cavaquinho, as minhas preces / se não, o tempo passa, a gente esquece / esquece de aprontar a fantasia / de celebrar a dor e a alegria”.
 
Com direção de André Midani, marcando sua volta aos palcos depois de muitos anos, e codireção do seu filho Preto Ferreira, Martinho da Vila mostra também no show De Bem Com a Vida clássicos paulistanos de gente como Adoniran Barbosa (Apaga o Fogo, Mané) e Paulo Vanzolini (Volta Por Cima). E não poderiam faltar seus grandes sucessos como Disritmia, Tom Maior, O Pequeno Burguês e Canta Canta Minha Gente, todos compostos pelo próprio Martinho, além de sua adaptação do canto de lavadeiras Madalena do Jucú. Também têm presença no roteiro hits que fizeram o Martinho ser o primeiro sambista a ultrapassar a marca de 1 milhão de cópias vendidas de um mesmo álbum (Tá Delícia, Tá Gostoso, 1995), como Devagar, Devagarinho (Eraldo Divagar) e Mulheres (Toninho Geraes).
 
De Bem Com a Vida traz uma nova sonoridade, focando  violão, cavaquinho e suave percussão, trazendo de volta o clima de seu primeiro disco, lançado em 1969. Martinho da Vila apresenta-se como nunca foi visto antes, acompanhado por uma nova banda, formada por jovens músicos e participação de nomes já consagrados. O mais velho do grupo é o violonista virtuose Gabriel de Aquino, de apenas 23 anos de idade, filho de outro grande violonista, João de Aquino, e primo de um dos maiores músicos brasileiros de todos os tempos, Baden Powell. A percussão fica sob o comando de Bernardo Aguiar e Gabriel Policarpo. A nova banda de jovens revelações inclui também Alaan Monteiro (cavaquinho) e Antonio Guerra (teclados). Dois veteranos completam o time: sua filha Juliana Ferreira (backing vocals) e o baterista Paulinho Black (da banda Sandálias de Prata). No disco, há participações especiais de Criolo e Jorge Mautner.
 
Casa Natura Musical
Inaugurada em maio de 2017, a Casa Natura Musical entra para o mapa cultural de São Paulo como uma das mais charmosas e aconchegantes casas de shows do País. Com total visibilidade de qualquer ponto da plateia, a Casa oferece uma combinação de conforto e qualidade musical, configurando o palco ideal para abrigar nomes consagrados, novos talentos e projetos desenhados a muitas mãos. O acesso por transporte público é fácil, pois a Casa está localizada na rua Artur de Azevedo, no bairro de Pinheiros, entre as estações Fradique Coutinho e Faria Lima do metrô, próxima a linhas de ônibus e ciclovias.
 
O empreendimento soma as credibilidades dos empresários Paulinho Rosa, dono do Canto da Ema, e Edgard Radesca, fundador do Bourbon Street Music Club, à cantora e compositora Vanessa da Mata. Formaram assim a VIVÁ Cultural, empresa proprietária e realizadora do projeto. O patrocínio é da Natura, empresa que há 12 anos destaca-se pela atuação na valorização da produção contemporânea e da identidade musical brasileira por meio do Natura Musical. Uma novidade da casa, inspirada nas lojinhas de museu, é o espaço de experimentação de produtos Natura, com balcões de maquiagem e perfumaria, consultoria de vendedoras especializadas e a opção de compra para entrega em domicílio.
 
Martinho da Vila, com bateria da Unidos do Peruche
De Bem Com a Vida
sexta, 22, e  sábado, 23 de setembro, às 22h
Abertura da Casa: 20h30
Ingressos:
Meia entrada para todos os setores
Plateia: R$ 180  (setor 1) e R$ 220 (setor 2)
Bistrô inferior: R$ 140
Bistrô superior: R$ 240
Camarote: R$ 280
Lotação para este show: 480 lugares
Classificação etária: 12 anos (menor de 12 acompanhado pelos pais ou responsáveis)
 
Casa Natura Musical
Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Horário da bilheteria: todos os dias, das 12h às 20h (dinheiro, CC e cartão de débito)
Vendas de ingressos: Eventim
SAC Eventim: 4003-6860, das 11h às 17h, de segunda a sexta-feira
Vendas para pessoas com deficiência: 4003-6860

Show de música Latina Americana com o trio Lamérica na Casa-Museu Ema Klabin

por Redação.

28/08/2017 19:53:00
 
Um músico chileno e dois brasileiros se conheceram em Barcelona no início dos anos 2000. Em 2013 se reencontraram em São Paulo para a formação de um projeto único: Lamérica. O trio vocal e instrumental que viaja pelas músicas de toda a América Latina se apresenta na Casa-Museu Ema Klabin, no sábado, dia 2 de setembro, às 16h30, com entrada franca.
 
lamerica.jpg
Foto : Roberta Mourão 
 
Possuidores de uma sonoridade rara, Lamérica  traz no repertório, música argentina  (Zamba de Carnaval Gustavo “Cuchi” Leguizamón), cubana (Canción - Pablo Milanes), peruana ( Fina Estampa -Chabuca Granda), uruguaia (Tamborero-Jorge Drexler) e brasileira (Catapora -Emiliano Castro).
 
O trio é formado por Camilo Zorrilla (voz, percussão e bateria); Daniel Doctors( voz e contrabaixos) e Emiliano Castro ( voz, cinco brasileño e violão de 7 cordas).
 
Exposição homenageia Violeta Parra
 
violeta.jpg
 
Até o próximo dia 2 de setembro, o “Coletivo de Mulheres Chilenas de São Paulo” realiza na Casa-Museu Ema Klabin a  exposição Arpilleras inspirada no centenário de  Violeta Parra , uma das mais importantes compositoras da música folclórica latino-americana. 
 
A técnica  de bordado em juta Arpilleras é considerada mundialmente como uma ferramenta de resistência política, social e de denúncia utilizada durante a ditadura e, atualmente, contra diversas formas de violência. Violeta Parra ajudou a difundir este trabalho artesanal, e expôs uma série de Arpilleras no Pavilhão Marsan do Museu de Artes Decorativas do Louvre, em 1964.  
 
A Casa - Museu Ema Klabin  abre de quarta a domingo, das 14h às 17h (com permanência até às 18h), sem agendamento. Aos finais de semana e feriados a visita tem entrada franca. Nos outros dias, o ingresso custa R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).
 
Série Música do Mundo: Lamérica
Data: 2 de setembro  - sábado
Horário: 16h30
Visita ao acervo e Exposição , a partir das 14h.
Entrada Franca
170 lugares
 
Para saber mais sobre o grupo: http://www.emilianocastro.com.br/lamerica
 
Fundação Ema Klabin
Rua Portugal, 43, Jardim Europa - São Paulo.
Tel: 11 3897-3232

Alexandre Arez canta Luís Miguel no Teatro UMC

por Redação.

23/08/2017 21:00:00
 
Dia 25 de agosto
   
Alexandre Arez, canta “Luís Miguel”, interpretando os clássicos La Puerta, La Barca, Sabor a mi, Perfídia, Solamente uma vez, História de um amor, El dia que me queiras, Besame mucho, Somos novios, Contigo aprendi, Jurame, Contigo el la distancia, entre outros clássicos contemporâneos. O show acontece no dia 25 de agosto, a partir 21h, no Teatro UMC, na Vila Leopoldina, os ingressos custam de R$ 25 a R$ 50.
 
alexares.jpg
 
Sobre Alexandre Arez
 
Paulista, da cidade de São Bernardo do Campo, começou a cantar nas festas da faculdade. Lançou seu primeiro CD pela Warner Music, chamado Vida, que rapidamente atingiu a marca de 200 mil cópias vendidas.
 
O estilo pop romântico com uma influência do MPB passando pela música latina, que rendeu mais três CDs com canções que integraram a trilha sonora de novelas, Prova de Amor, Cidadão Brasileiro, Tortura de Amor, da Rede Record.  Arez faz parte do grupo mais popular de artista – o intérprete raro – o cantor romântico clássico, que transborda emoção pela voz que vai do bolero ao pop, do jazz ao quê de rumba, dos standards da música contemporânea ao autoral.
 
Alexandre Arez canta Luís Miguel
Teatro UMC
Avenida Imperatriz Leopoldina, 550 – Vila Leopoldina
São Paulo Telefone: (11) 2574-7749 - https://teatroumc.com.br
25/8/17 – sexta-feira – 21h  - Classificação – Livre Capacidade : 300 lugares
Preços dos ingressos: R$ 25,00 (meia) e R$ 50,00 (inteira)
Horário de funcionamento da Bilheteria: de terça a domingo das 14h às 21h