selo Anuncieaqui triplo

Santos vacila, mas dá troco no Palmeiras e vai à final do Paulista nos pênaltis

por Redação.

City Portal
24/04/2016 18:58:00
 
Pela terceira vez seguida em pouco tempo, Santos e Palmeiras decidiram sua sorte nos pênaltis. No Paulistão do ano passado deu Santos, na Copa do Brasil o Palmeiras ficou com o título, e desta vez brilhou a estrela de Vanderlei, que pegou dois pênaltis e sacramentou a classificação do Santos para a final do Campeonato Paulista. O adversário será o Audax, de Osasco, em dois duelos.
 
santos1.jpg
 
O empate no tempo normal por 2 a 2 teve uma reviravolta surpreendente nos últimos minutos, quando o Palmeiras perdia até os 42 do segundo tempo, mas, com dois gols do reserva Rafael Marques, levou a decisão para as cobranças de pênalti. Na disputa, vitória de 3 a 2 do Santos após Fernando Prass mandar seu chute para fora.
 
O Santos começou sufocando o Palmeiras e não dando espaço para o rival pensar. Cuca também escalou mal o time, apostando nos contra-ataques, mas com três jogadores ofensivos (Róger Guedes, Alecsandro e Gabriel Jesus) o poder de marcação da equipe ficou muito frágil.
 
Isso foi um prato cheio para os donos da casa, que só não começaram marcando um gol nos primeiros minutos porque Fernando Prass estava atento e salvou o Palmeiras. Aos 12, por exemplo, Gabriel fez boa jogada pela direita, mas chutou para fora. Minutos depois, Prass defendeu pelo menos duas bolas em uma pressão do adversário.
 
Com muitos buracos no meio, o Palmeiras não conseguia levar perigo ao gol rival. O time errava muitos passes e não conseguia se desvencilhar da marcação dos santistas. A única boa chance do primeiro tempo veio com Róger Guedes, que fez uma linda jogada individual e chutou da entrada da área, mas Vanderlei espalmou para escanteio.
 
Desnorteado e mal posicionado em campo, o Palmeiras acabou sofrendo o gol aos 36. Lucas Lima roubou a bola de Matheus Sales e deu um ótimo lançamento para Gabriel. O atacante limpou Egídio, depois Vitor Hugo, em sua especialidade que é cortar da direita para o meio, e mandou no canto, abrindo o placar.
 
Apesar de os dois técnicos não mexerem na escalação após o intervalo, ambos mudaram a postura de suas equipes. Cuca tentou proteger um pouco mais o meio, deixando o time mais compacto, e Dorival apostou nos contra-ataques, até por ter a vantagem no placar. Nos primeiros minutos o Palmeiras até deu a impressão de que incomodaria mais, porém as jogadas em velocidade do Santos foram minando os defensores rivais com cartões.
 
Cuca então colocou em campo Cleiton Xavier e Rafael Marques, para tentar dar um ânimo novo para seu ataque. Aos 16, poderia ter comemorado caso Gabriel Jesus acertasse a finalização na cara de Vanderlei, mas o garoto mandou para fora. Foi a melhor chance do time na partida até então, em um momento crucial.
 
A partir daí, o Santos tratou de tocar a bola e deixar o maestro Lucas Lima ditar o ritmo. E, aos 28, de seu pé nasceu a jogada do segundo gol. Ele tocou para Zeca na esquerda, o lateral limpou o marcador e tocou para Gabriel fazer seu segundo gol.
 
Só que era um clássico e o velho ditado que diz que 2 a 0 é um placar perigoso mostrou sua face novamente. Em dois minutos, aos 42 e 44, Rafael Marques fez dois gols, um na saída de Vanderlei e outro em bela cabeçada aproveitando o cruzamento de Cleiton Xavier, e calou a Vila Belmiro de torcida única.
 
No final, o Santos foi mais eficiente nas cobranças de pênalti e garantiu a vaga na final do Paulistão. David Braz, Zeca e Victor Ferraz converteram as cobranças da equipe da casa, enquanto apenas Cleiton Xavier e Jean fizeram pelo Palmeiras. Lucas Lima errou pelo time santista, enquanto Lucas Barrios, Rafael Marques e Fernando Prass desperdiçaram pelos palmeirenses.

Sem confiar na CBF, Fifa assume projetos de construção de campos no Brasil

por Redação.

City Portal
24/02/2016 16:04:00
 
Sem confiar na CBF, a Fifa mudou o acordo para o financiamento de centros de treinamento que seriam construídos pelo Brasil a partir das receitas da Copa do Mundo de 2014 e decidiu assumir as obras dos projetos, inclusive a contratação de fornecedores.
 
fifa2.jpeg
 
No Mundial, a Fifa anunciou um fundo com US$ 100 milhões (aproximadamente R$ 400 milhões) para iniciativas no País. O dinheiro seria parte do legado que a Copa deixaria ao Brasil. Mas, quase dois anos depois, apenas US$ 8 milhões (R$ 32 milhões) foram liberados e só um projeto, no Pará, foram concluídos. Diante do indiciamento de Marco Polo Del Nero na Justiça norte-americana, da prisão de José Maria Marin e da indefinição sobre quem seria o presidente da CBF, todos os recursos foram congelados.
 
Nesta quarta-feira, o presidente interino da CBF, coronel Antônio Nunes, esteve pela primeira vez na sede da Fifa, ao lado de Fernando Sarney, seu vice. Os brasileiros pressionaram a entidade máxima do futebol para que volte a liberar os recursos, alegando que a entidade estava sendo cobrada por federações estaduais. Na divisão das sedes da Copa, ficou estabelecido que os estados que não recebessem jogos ganhariam acesso aos projetos da Fifa.
 
Para desbloquear as obras, ficou estabelecido que a Fifa não iria repassar o dinheiro ao Brasil. Mas faria a licitação para cada um dos projetos com empresas internacionais que concretizariam as obras. Assim, nenhum centavo passaria nem pela CBF e nem pelas entidades estaduais.
 
Outro obstáculo se refere aos terrenos usados. No acordo original, foi estabelecido que terrenos teriam de ser comprados para as obras. Mas, temendo desvio de recursos ou concessões por anos limitados, a Fifa agora quer que os projetos sejam desenvolvidos em terrenos cedidos pelo poder público. Em alguns dos estados, essa já era a ideia e o processo poderá ser retomado. Mas, em diversos outros locais, os terrenos avaliados eram propriedades privadas.
 
Pelo mundo, a Fifa vem sendo alvo de escândalos no financiamento de projetos que ocorriam em terrenos que dirigentes locais vendiam para a própria entidade por valores inflados. Assim, os cartolas locais lucravam com recursos que deveriam ser destinados para o desenvolvimento social.

Canavarros: jogador que teve mal súbito em treino tem morte confirmada

por Redação.

City Portal
01/02/2016 12:40:00
 
O XV de Piracicaba confirmou, por meio da conta oficial do clube no Facebook, a morte do lateral-direito Canavarros. O jogador, recém-contratado pela equipe paulista, teve um mal súbito durante treinamentos no dia 26 de janeiro. Cláudio Canavarros de Freitas, de 21 anos, teve a morte cerebral confirmada na manhã desta segunda-feira (1º).
 
canavarros.jpg
 
Por meio de sua Unidade Coronariana (UCO), a Santa Casa de Piracicaba informa que o atleta do XV de Piracicaba, Cláudio Canavarros de Freitas, 21, lamentavelmente, teve comprovado o diagnóstico de morte encefálica às 9 horas da manhã desta segunda-feira, dia 1º. Ele sofreu mal súbito durante o treino do último dia 26 de janeiro.
 
De acordo com o cardiologista Humberto Passos e com o neurocirurgião Ary Marconi, médicos que acompanhavam o atleta no período de internação hospitalar, o processo teve início às 14h30 de ontem, domingo (31), quando vários exames foram realizados em atendimento às exigências do protocolo de morte encefálica.
 
A família foi contatada e orientada pela equipe médica e pela Comissão Intrahospitalar de Doação de Órgãos da Santa Casa (CIHDOTT), devendo se manifestar sobre esta possibilidade ainda hoje.
 
O Esporte Clube XV de Novembro de Piracicaba lamenta profundamente o ocorrido e informa que encontra-se em luto. O Alvinegro ressalta que está ao lado da família do jogador nesse momento, dando total apoio a todos.

Bruno Soares ganha 2º título de Grand Slam em menos de 24 horas

por Redação.

City Portal
31/01/2016 22:53:00
 
Depois de ter vencido o título do Aberto da Austrália na categoria duplas no masculino, o tenista brasileiro Bruno Soares garantiu o seu segundo troféu de Grand Slam (torneios que estão entre os quatro mais importantes no tênis) em menos de 24 horas. Soares ganhou, na madrugada deste domingo (horário de Brasília) o título da categoria duplas mista.
 
bsoares2.jpg
 
Junto com a russa Elena Vesniva, Soares derrotou Horia Tecau (Romênia) e Coco Vandeweghe (EUA) por 2 sets a 1 (6-1), (4-6) e (10-5). A última vez que algum tenista tinha conseguido dois títulos em um mesmo Grand Slam aconteceu em 1992 quando Mark Woodforde (Austrália) venceu nas duplas masculina e mistas.
 
Soares, que já havia ganho o título do Aberto dos Estados Unidos nas duplas mistas em 2012 e 2014, afirmou à organização da ATP que os dois títulos eram “algo maravilhoso”. “Na última noite eu havia dormido muito tarde por causa da adrenalina [do título no masculino]. Foi difícil dormir. Mas eu sabia que tinha outro importante dia hoje. Você não tem chances de jogar muitas finais. Tem que dar o máximo. Ter a chance de jogar e vencer um é especial. Mas eu ganhei dois no mesmo dia”, comemorou.
 
O título de Soares (22º no ranking de duplas masculino, mas deve ganhar muitas posições) dá esperança para o Brasil nas Olimpíadas. Nos Jogos do Rio ele vai fazer dupla com Marcelo Melo (1º do ranking) e é um dos favoritos para faturar o ouro.  
 
* ATP

Bruno Soares conquista título inédito de duplas no Aberto da Austrália

por Redação.

City Portal
30/01/2016 17:13:00
 
O tenista brasileiro Bruno Soares, de 33 anos, conquistou, neste sábado, pela primeira vez, o título em um Grand Slam na categoria de duplas. Ao lado do escocês Jamie Murray, a dupla venceu Daniel Nestor e Radek Stepanek no Aberto da Austrália em uma partida bastante disputada. O jogo foi 2 sets e 1 (parciais de 2-6, 6-4 e 7-5) em duas horas e 19 minutos.
 
bsoares.jpg
ATP
 
Após um início de partida complicado, com uma derrota no primeiro set, a dupla voltou com outra postura nos outros dois. Os adversários salvaram pontos decisivos e levaram o jogo para o game de desempate. A vitória veio com um lance de Soares. Com o resultado na Austrália, eles ganharam 2.000 pontos no ranking da ATP.
 
Soares é apenas o segundo homem brasileiro a conquistar título de duplas dos homens de Grand Slam. Marcelo Melo venceu em Roland Garros (2015). "Quando meu parceiro me convidou, é porque eu já acreditava que poderíamos fazer grandes coisas", disse Soares para o site da ATP. "Eu acho que nós dois estamos prontos e jogando em um nível alto para ganhar grandes competições. Eu estava me sentindo muito bem. Com todos os jogos que tivemos antes daqui, eu pensei que tínhamos chances reais de vitória".