selo Anuncieaqui triplo

ENGOLINDO SAPO – Últimas apresentações, imperdível...

por Redação.

City Portal
15/03/2017 19:51:00
 
Últimas apresentações após oito anos seguidos em cartaz. Renato Scarpin mostra as loucas relações de qualquer pessoa normal, além de personagens politicamente absurdos
 
renatoscarpin1.jpg
 
Encerraremos o 'Engolindo Sapo" no mesmo teatro que a peça estreou pela primeira vez, em 2009 !! Com a marca de quase 800 apresentações durante esses 8 anos, em diversos teatros, cidades e estados!
 
O espetáculo solo de humor intercala momentos de 'cara limpa' com personagens inusitadas. Renato Scarpin revela situações que todos nós passamos, mas nunca paramos para pensar em seu lado cômico, mostra de forma hilária as relações entre casais, amigos, família, chefes ou funcionários. Intercalando esses momentos de sátira e descontração, o ator interpreta 4 personagens improváveis: o Sapo da Cantareira, isso mesmo, um sapo que vive na Cantareira e está sofrendo com a falta d'água em São Paulo e com os problemas políticos do momento. Mohamed, um terrorista árabe que só se dá mal no Brasil. Nicanor, um idoso que tenta aprender computação com seu neto, mas encontra todas as dificuldades de se dominar uma nova tecnologia e linguagem tão distantes de sua geração. E, por fim, Marigreides, uma empregada louca e atrapalhada que entende tudo errado.
 
ENGOLINDO SAPO 
 
Concepção e interpretação: Renato Scarpin
Duração: 70 min.
Gênero: Humor
Classificação: 12 anos
 
Teatro Bibi Ferreira (Av. Brigadeiro Luís Antônio, 931 - Bela Vista - Tel.: (11) 3105-3129 / 99849-4234)
Sábados, 19h.
R$ 60,00 inteira
Até 25 de março de 2017. ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES
 
 

ENGOLINDO SAPO

por Redação.

City Portal
03/01/2017 14:45:00
 
Há quase sete anos seguidos em cartaz, agora no Teatro Bibi Ferreira, Renato Scarpin mostra as loucas relações de qualquer pessoa normal, além de personagens politicamente absurdos
 
cartazrenato.jpg
 
O espetáculo solo de humor intercala momentos de 'cara limpa' com personagens inusitadas. Renato Scarpin revela situações que todos nós passamos, mas nunca paramos para pensar em seu lado cômico, mostra de forma hilária as relações entre casais, amigos, família, chefes ou funcionários.
Intercalando esses momentos de sátira e descontração, o ator interpreta 4 personagens improváveis: o Sapo da Cantareira, isso mesmo, um sapo que vive na Cantareira e está sofrendo com a falta d'água em São Paulo e com os problemas políticos do momento. Mohamed, um terrorista árabe que só se dá mal no Brasil.
 
renatoscarpin1.jpg
 
Nicanor, um idoso que tenta aprender computação com seu neto, mas encontra todas as dificuldades de se dominar uma nova tecnologia e linguagem tão distantes de sua geração. E, por fim, Marigreides, uma empregada louca e atrapalhada que entende tudo errado.
 
RENATO SCARPIN tem consistente carreira no teatro e na TV, onde fez trabalhos de destaque como
 
O padeiro Joaquim em Um Só Coração, na TV Globo, onde também atuou em Sexo e as Nega, Avenida Brasil, Torre de Babel, Andando nas Nuvens, Malhação, Vila Madalena, Mulher, no humorístico Zorra Total e no canal GShow fez a minisérie / reality Atormentados;
SBT, recentemente fez Chiquititas e também atuou em Uma Rosa com Amor, Esmeralda e Amigas e Rivais;
Record, fez Bicho do Mato;
TV Band, Água na Boca, e na BandSports foi apresentador do programa TV Soberano;
Internet, integra o elenco do canal de humor O Que Tem Pra Hoje, com esquetes cômicas veiculadas também no Comedy Center e no Youtube; faz parte do elenco principal do seriado de animação feito em rotoscopia O Cidadão (In)Comum; e da Webserie "País do Futuro". 

Atuou em mais de 20 espetáculos teatrais, dentre eles
 
A comédia Que Deus nos Sacuda!, da qual também assina a direção;
O solo de humor de sua autoria Engolindo Sapo, que está há mais de seis anos ininterruptos em cartaz com grande sucesso;
Sem Medida, direção de Victor Garcia Peralta;
Motel Paradiso, texto de Juca de Oliveira;
Sábado, Domingo e Segunda, ao lado de Paulo Goulart e Nicete Bruno;
Além dos sucessos Caos Leminsk e Romeu e Julieta (SESI), entre tantas outras peças importantes em sua carreira.
Atualmente, também vive o médico Dr. Eduardo na tradicional comédia "Trair e Coçar é Só Começar", de Marcos Caruso.
 
No cinema, atuou em curtas e longas-metragens como Mulheres do Brasil, Chatô – O Rei do Brasil, O Diário de Lory Lamby, Minha Voz, Minha Vida, além de centenas de locuções e filmes publicitários – entre eles, a cômica campanha da Topper (Rugby e Futebol). Atualmente, trabalha como autor no roteiro de um novo longa-metragem.
 
É autor de sete textos teatrais, alguns inéditos, e dirigiu mais de dez peças, entre elas, Que Deus nos Sacuda!; o espetáculo que também é de sua autoria Mulheres, Tanta Coisa em Comum; o musical Amor e Música; a comédia dramática É... Quem tem amigo tem tudo, o drama Chico, além de Comunhão de Bens, Proposta Indecente, A Filha do Sol, Loucura Centenário e ÓeuaíÓ.
 
ENGOLINDO SAPO  
Concepção e interpretação: Renato Scarpin
Duração: 70 min.
Gênero: Humor
Classificação: 12 anos
Teatro Bibi Ferreira (Av. Brigadeiro Luís Antônio, 931 - Bela Vista - Tel.: (11) 3105-3129 / 99849-4234)
Sábados, 19h.
R$ 60,00 inteira
De 14 de janeiro a 25 de março de 2017.

MY FAIR LADY se despede da temporada com sessão popular às quintas

por Redação.

City Portal
08/11/2016 18:49:00
 
Musical dirigido por Jorge Takla já foi visto por mais de 45 mil pessoas e sai de cartaz em 11 de dezembro 
 
myfairlady.jpg
 
A cinco semanas do encerramento, My Fair Lady comemora o grande sucesso de público com mais uma novidade. Durante o período de prorrogação da temporada, o musical que ocupa o Teatro Santander desde 27 de agosto, realiza sessões populares sempre às quintas-feiras, às 17h, com ingressos a R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia), em todos os setores, até 8 de dezembro. Com direção de Jorge Takla, que assina a produção junto com Stephanie Mayorkis, diretora da divisão de teatro da IMM Esporte e Entretenimento, o espetáculo já recebeu mais de 45 mil espectadores e teve sua temporada prorrogada até 11 de dezembro.
 
Um dos nomes mais conhecidos (e consagrados) das grandes produções musicais brasileiras, com vários prêmios e indicações no currículo, Fred Silveira assume definitivamente o papel principal da montagem nas semanas extras da temporada, a partir desta quinta-feira, 10 de novembro. Intérprete do personagem Freddy Eynsford-Hill, ele já atuava como alternante do protagonista Paulo Szot como o aristocrático professor Henry Higgins e permanecerá no papel até o fim das sessões extras, já que Szot terá que retornar à Europa por conta de compromissos anteriormente agendados.
 
Considerado um dos musicais mais populares de todos os tempos, My Fair Lady está completando 60 anos e baseia-se no clássico Pigmalião, de George Bernard Shaw. No papel da protagonista Eliza Doolittle está a goiana Daniele Nastri, selecionada por meio de audição entre quase 600 candidatas. Também fazem parte do elenco - que conta com um total de 30 atores e 14 músicos - nomes conhecidos do público brasileiro como Sandro Christopher (Alfred Doolittle), Eduardo Amir (Coronel Pickering), Eliete Cigaarini (Sra. Higgins) e Daniela Cury (Sra. Pearce).
 
A música original é de Frederick Loewe. O libreto e as letras – de autoria de  Alan Jay Lerner – foram vertidos para o português por  Cláudio Botelho. Luis Gustavo Petri é o responsável pela direção musical do espetáculo. Completam a ficha técnica a diretora associada e coreógrafa Tânia Nardini, o figurinista Fábio Namatame, o iluminador Ney Bonfante e o cenógrafo argentino Nicolás Boni.
 
FICHA TÉCNICA
My Fair Lady
Uma produção Jorge Takla, Stephanie Mayorkis e IMM
Baseado no clássico Pigmalião, de George Bernard Shaw 
Músicas: Frederick Loewe 
Texto e Letras:  Alan Jay Lerner
Versão Brasileira: Cláudio Botelho
Direção Geral: Jorge Takla
Direção associada e Coreografia: Tânia Nardini
Direção Musical: Luis Gustavo Petri 
Cenário: Nicolás Boni
Figurino: Fábio Namatame
Design de Luz: Ney Bonfante
Design de Som: Tocko Mickelazzo
Visagismo: Duda Molinos
Perucas: Feliciano San Roman
Produtora e diretora da divisão de teatro da IMM: Stephanie Mayorkis 
 
Elenco: Fred Silveira (Prof Higgins), Daniele Nastri (Eliza Doolittle), Sandro Christopher (Alfred Doolittle), Eduardo Amir (Cel. Pickering), Felipe Tavolaro (Freddy Eynsford- Hill), Eliete Cigaarini (Sra. Higgins), Daniela Cury (Sra. Pearce), Ana Luiza Ferreira (ensemble feminino), Ana Paula Villar (ensemble feminino), Carol Costa (ensemble feminino), Claire Nativel (ensemble feminino), Debora Dib (ensemble feminino), Gisele Jesus (ensemble feminino), Janaina Bianchi (ensemble feminino), Luana Zenun (ensemble feminino), Maria Isabel Nobre (ensemble feminino), Talitha Pereira (ensemble feminino), Cadu Batanero (ensemble masculino), Cayo Caesar (ensemble masculino), Daniel Cabral (ensemble masculino), Diego Luri (ensemble masculino), Elton Towersey (ensemble masculino), Fernando Cursino (ensemble masculino), Paulo Grossi (ensemble masculino), Marcio Louzada (ensemble masculino), Rafael Villar (ensemble masculino), Mariana Barros (swing feminino), Thiago Jansen (swing masculino/dance capitan)
 
Ministério da Cultura, Mercado Livre e Mercado Pago apresentam:
My Fair Lady
Temporada (sessões extras): até 11 de dezembro de 2016
Local: Teatro Santander
Endereço: Complexo do Shopping JK - Av. Juscelino Kubitschek, 2041 - Itaim Bibi - SP
 
Horários
Quinta, às 17h e 21h
Sexta, às 21h
Sábado, às 17h* e 21h
Domingo, às 16h e 20h
 
Ingressos
Sessões populares
*Quintas às 17h – dias 3, 10, 17 e 24/11 e 01 e 08/12
Frisas balcão: R$ 50,00
Balcão nobre B: R$ 50,00
Balcão nobre A: R$ 50,00
Frisas plateia superior: R$ 50,00
Plateia superior: R$ 50,00
Plateia VIP: R$ 50,00
 
Quintas às 21h
Frisas balcão: R$ 50,00
Balcão nobre B: R$ 50,00
Balcão nobre A: R$ 120,00
Frisas plateia superior: R$ 140,00
Plateia superior: R$ 180,00
Plateia VIP: R$ 240,00
 
Sextas, sábados e domingos às 16h
Frisas balcão: R$ 50,00
Balcão nobre B: R$ 50,00
Balcão nobre A: R$ 140,00
Frisas plateia superior: R$ 160,00
Plateia superior: R$ 200,00
Plateia VIP: R$ 260,00
 
Domingos às 20h
Frisas balcão: R$ 50,00
Balcão nobre B: R$ 50,00
Balcão nobre A: R$ 50,00
Frisas plateia superior: R$ 160,00
Plateia superior: R$ 200,00
Plateia VIP: R$ 260,00
 
Vendas:
 
Ingresso Rápido (http://www.ingressorapido.com.br), Entretix (http://www.entretix.com.br) ou pelo telefone (11) 4003-1022
Bilheteria do teatro - horário de funcionamento: domingo a quinta, das 12h às 20h ou até o início do espetáculo / sexta e sábado, das 12h às 22h)
 

Nova temporada Engolindo Sapo Pra Um Dia Comer a Perereca

por Redação.

City Portal
12/07/2016 17:25:00 
 
Há quase sete anos seguidos em cartaz, agora no Teatro Bibi Ferreira, Renato Scarpin mostra as loucas relações de qualquer pessoa normal, além de personagens politicamente absurdos.
 
renatoscarpin1.jpg
renatoscarpin2.jpg renatoscarpin3.jpg
renatoscarpin4.jpg renatoscarpin5.jpg
 
O espetáculo solo de humor intercala momentos de 'cara limpa' com personagens inusitadas. Renato Scarpin revela situações que todos nós passamos, mas nunca paramos para pensar em seu lado cômico, mostra de forma hilária as relações entre casais, amigos, família, chefes ou funcionários.
 
Intercalando esses momentos de sátira e descontração, o ator interpreta 4 personagens improváveis: o Sapo da Cantareira, isso mesmo, um sapo que vive na Cantareira e está sofrendo com a falta d'água em São Paulo e com os problemas políticos do momento. Mohamed, um terrorista árabe que só se dá mal no Brasil. Nicanor, um idoso que tenta aprender computação com seu neto, mas encontra todas as dificuldades de se dominar uma nova tecnologia e linguagem tão distantes de sua geração. E, por fim, Marigreides, uma empregada louca e atrapalhada que entende tudo errado.
 
ENGOLINDO SAPO PRA UM DIA COMER PERERECA – 
Concepção e interpretação: Renato Scarpin
Duração: 60 min.
Gênero: Humor
Classificação: 12 anos
 
Teatro Bibi Ferreira (Av. Brigadeiro Luís Antônio, 931 - Bela Vista - Tel.: (11) 3105-3129 / 99849-4234)
Sábados, 19h.
R$50 inteira 
De 2 de julho até 10 de dezembro.  

A Dama da Noite

por Redação.

City Portal
12/07/2016 16:35:00
 
Lembrando os 20 anos da morte do autor Caio Fernando Abreu, o ator André Grecco e o diretor Kiko Rieser estreiam no dia 13 de julho, no bar Caos, o espetáculo A Dama da Noite, a partir do conto homonimo do autor.
 
foto02.jpg
 
Na peça a personagem-título, beirando a meia idade, trava uma conversa casual com um jovem garoto em um bar. Durante todo o tempo, ela conduz o diálogo, a partir de sua perspectiva de mundo, suas experiências, anseios e frustrações. A Dama da Noite fala da morte, da espera de um grande e verdadeiro amor e, principalmente, de como ela se vê à margem do mundo que a rodeia.
 
Este conto de 1984 foi interpretado em 1997 por Gilberto Gawronski em uma montagem histórica. Nessa versão, são destacados o estranhamento de gênero da personagem, que surge como alguém reconhecível como um homem, mas que fala sobre si no feminino, brincando com a pluralidade de gêneros e fazendo do discurso da personagem e do texto algo muito contemporâneo.
 
A discussão sobre a proposição de um gênero fluido faz emergir o aspecto plural da fala da Dama, a partir de um discurso que não é só de uma personagem, mas de todos os frequentadores da noite, com suas eternas buscas por algo – utópico ou tangível – que nem sempre pode ser encontrado pelos bares e baladas de uma grande metrópole.
 
Texto: Caio Fernando Abreu
Direção: Kiko Rieser
Assistente de direção: Rafael Gratieri
Elenco: André Grecco
Consultoria teórica: João Nemi
Produção executiva: Rafael Petri
Direção de produção: André Grecco
Iluminação e Figurino: Kleber Montanheiro
Trilha Sonora: Vanessa Bumagny
Fotos e arte gráfica: Rafael Petri
Assessoria de Imprensa: Fabio Camara
Realização: Cão Bravo Produções LTDA
 
LOCAL: Caos – Rua Augusta 584 – Centro. 50 lugares.
DATA: 13/07 até 31/08 (Quartas 21h)
PREÇO ÚNICO: R$ 20,00
INFORMAÇÕES: (11) 2365-1260
DURAÇÃO: 45 min
CLASSIFICAÇÃO: 14 anos