selo Anuncieaqui triplo

No images found.

O patético apoio do PT a Aécio Neves e a desmoralização política

por Redação.

27/09/2017 19:08:00
 
O PT mais uma vez demonstra sua total e irrestrita falta de respeito ao povo brasileiro em seu patético apoio ao afastamento de Aécio Neves.
 
bandbrasil1.jpg
 
Ao jogarem em cima de Aécio a responsabilidade dos demandos do PT no poder que levaram ao impeachment de Dilma Rousseff, preferem numa nota eivada de ódio e inverdades afirmar que "Aécio Neves é um dos maiores responsáveis pela crise política e econômica do país e pela desestabilização da democracia brasileira. Derrotado nas urnas, insurgiu-se contra a soberania popular e liderou o PSDB e as forças mais reacionárias da política e da mídia numa campanha de ódio e mentiras, que levou ao golpe do impeachment e à instalação de uma quadrilha no governo".
 
Este é o PT de Lula, que continua mentindo e colocando a culpa em cima de Marisa Letícia, quando afirmam que "Vítimas são as brasileiras e brasileiros que sofrem com o desemprego, a recessão, o fim dos programas sociais e a volta da fome ao país, sob o governo de que Aécio Neves é fundador e cúmplice".
 
Se nos reportarmos a 1989 quando o PT levou para as ruas os "Caras Pintadas" hoje representado no Senado por Lindbergh Farias, que levou ao impeachment de Collor, apenas por uma Elba, podemos dizer que também foi um golpe, por Lula ter perdido a eleição?
 
A recusa do PT em assinar a Constituição de 88, ser contra o Plano Real, também não pode nos sugerir que chegamos a atual situação, pelo desrespeito do PT as leis e ao desmonte do Real por suas irresponsabilidades fiscais?
 
Hoje o povo brasileiro começa a conhecer a verdade dos bastidores dos governos "PETISTAS" através de Antonio Pallocci, que ao contrário do que afirmam os líderes petistas, preferiu mostrar a sujeira endêmica que tomou conta de Lula e seus comparsas.
 
Ignoram os 13 milhões de brasileiros desempregados, aumento da inflação, desestabilização da moeda, "heranças deixadas pela era petista", culpando o atual governo que as "duras penas" está conseguindo colocar a economia nos trilhos.
 
Continuam a bater na mesma tecla do golpe, para isto não economizam em frases ditatoriais.
 
Trabalharam nos bastidores junto com Janot para desestabilizar o governo e impedir as reformas que nos levariam a um outro patamar.
 
Janot manteve na "gaveta" as denúncias contra Lula e Dilma, mas usou de ma fé aceitando delações de dois bandidos, delações estas altamente "premiadas", em troca de uma gravação de Temer sem a devida perícia, para depois com a cara mais "deslavada" desfazer o acordo pedir a prisão dos "bandidos", mas manter as provas cheias de vícios e contradições, referendadas pelo STF a fim de jogar para a plateia.
 
Esta "brincadeirinha" de Janot está custando um ano de retrocesso nas reformas, tempo suficiente para Lula,PT e a esquerda do quanto pior melhor, se reorganizarem.
 
Vivemos hoje este "Estado de Bandidagem", implantado desde que o PT e Lula começaram a concorrer as eleições presidenciais que finalmente o levaram ao poder em 2002. Desde 2002 o Brasil continua sem respostas para as mortes de Celso Daniel, Toninho do PT em Campinas, assim como todas as testemunhas que foram mortas.
 
Os braços da corrupção petista encontra força em seus apaniguados que servem como escudo. As invasões de terras praticadas pelo MST nas zonas rurais, os movimentos sociais invadindo prédios e moradias orquestrados por Guilherme Boulos, assim como o fortalecimento do crime organizado em todas as esferas. O desmonte do Rio de Janeiro liderado por Sérgio Cabral. Os mais de 16.000 sindicatos que vivem do dinheiro do trabalhador para promoverem passeatas e paralizarem as grandes cidades, deixaram o Brasil sem 'educação','saúde','saneamento básico' 'transporte' e o transformaram numa "Pátria da Bandalheira". 
 
Isto jamais pode ser chamado de "Estado de Direito", por ninguém!
 
Claro, vão dizer que isto sempre aconteceu. Concordo, mas não com este tamaho. Se fizermos uma pesquisa verificaremos para nossa tristeza que no máximo 20% da população brasileira, não é 'corrupta'. Haja visto, o que temos presenciado em todos os setores. Pessoas que desrespeitam as leis, aproveitando qualquer oportunidade para levar alguma 'vantagem'.
 
Por isto, que este povo continuará votando em corrupto, não sabem distinguir o certo do errado, e não possuem senso moral e ético.
 
O Brasil levará 50 anos para se recuperar da era petista, até lá o Brasil seguirá caminhando a passos lentos.