selo Anuncieaqui triplo

No images found.

PT PRETENDE CALAR DENÚNCIAS PROMOVENDO CORTES DE VERBAS NA MÍDIA

por Redação.

O anúncio do PT de cortar as verbas publicitárias da revista Veja e Época publicado por POCOS10.com.br, demonstra que estamos caminhando a passos firmes a uma Venezuela.


Com o título O "COMEÇO DO FIM! GOVERNO FEDERAL CORTA ANÚNCIOS DE ESTATAIS NA VEJA E ÉPOCA" O referido site desafia à oposição afirmando que "A guerra política está chegando ao cool financeiro. Cortes dessa magnitude (nessas revistas que estão sendo usadas como marionetes da direita) podem ser um tiro certeiro naquilo que chamamos hoje em dia de “mídia golpista” e mais
"Três grandes estatais colocaram mais de 250 milhões de reais inserções na Globosat no ano de 2013". Se o governo federal cortar “por ai” , a oposição midiática vai perceber que essa historia de malhar a Dilma Rousseff é um horrendo e amargo negócio. Ops, ainda falta os Correios…esse vai fazer falta no caixa da Platinada…

Ou este portal serve a mídia petista ou está querendo desafiar o povo brasileiro.

Parece que a ficha ainda não caiu. O PT ganhou, seja lá de que maneira foi, mas o que nos separa dos que os "elegeram" é apenas 1% da população. População esta insatisfeita com os rumos deste País e que não vai se calar de maneira alguma. 

Esta quadrilha que tomou posse deste País, não irá calar a imprensa investigativa que denúncia o que de mais perverso está sendo praticado, como "NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PAÍS".

Toda ação presupõe uma reação e ela está a caminho.

GloboNews divulga foto falsa de acidente aéreo que matou Eduardo Campos;canal se retratou

por Redação.

Esta era a matéria que me preparava para publicar quando fui surpreendida pela retratação no dia 13/08/2014 às 12:30 
 
Muito estranho os desencontros e a desinformação. Depois de ler outros depoimentos, me pergunto se esta foto não era a da verdadeira aeronave que caiu?
 
 
Na manhã desta quarta-feira (13/8), a GloboNews exibiu a imagem de um helicóptero militar acidentado para representar a aeronave que caiu em Santos (SP). A foto, enviada por um internauta era falsa.
 
A Aeronáutica confirmou que o veículo vítima do acidente foi um jatinho particular e não um helicóptero. O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, estava na aeronave e morreu em razão do acidente.
 
Após constatar o erro, a emissora se retratou e deixou de veicular a foto em sua programação.

PAC (Programa de Aceleração de Cuba)

por Redação.

Recentemente, falei sobre os investimentos em Cuba do governo brasileiro, em especial no porto de Mariel, perto de Havana, com mais de US$ 700 milhões do BNDES, ou seja, nosso dinheiro sendo desviado para a ditadura cubana. 
 
 
Agora, falo sobre uma nova ideia do governo petista: a ida de indústrias farmacêuticas brasileiras para Cuba, para produzir remédios genéricos em solo cubano e exportar para o Brasil. Essas empresas seriam instaladas na Zona Especial do Porto de Muriael (ZEDM), com tecnologia cubana e dinheiro brasileiro. De acordo com o vice-presidente da BioCuba Farma, Dr. José Luiz Fernandes Yero, esse programa irá favorecer o estabelecimento de industrias de suporte para o desenvolvimento da BioCubaFarma  e gerar milhares de empregos em Cuba.
 
Na verdade, seria uma espécie de PAC (Programa de Aceleração de Cuba), financiado com nosso dinheiro, para produzir remédios em solo cubano. As empresas farmacêuticas brasileiras vêm sendo procuradas há mais de um ano, sendo que os primeiros contatos foram através da própria Odebrecht, responsável pela construção do porto cubano.
 
Desde o início de 2014, o governo brasileiro está empenhado na busca dessas empresas, o que vai contra o plano que o próprio governo brasileiro traçou para o desenvolvimento do setor farmacêutico interno. O Brasil acaba de criar um parque nacional e não tem sentido deixar tudo de lado e partir para novos investimentos em Cuba. As empresas convidadas são alvo de tanta insistência da própria presidenta Dilma que devem ter benefícios econômicos fantásticos.
 
Recentemente, o próprio José Serra, criador do programa dos genéricos no Brasil, escreveu um artigo na Folha de São Paulo, denunciando como o atual governo está dificultado o crescimento do programa dos genéricos no Brasil através da própria ANVISA. Agora, se fomentarmos uma transferência dessas indústrias para Cuba, passaremos de produtores para importadores de remédios genéricos, o que é péssimo para a saúde do brasileiro, sem falar nos postos de trabalho, receitas e impostos.
 
A verdade é que a ilha dos irmãos Castro está levando nosso dinheiro e não sabemos a troco de que. No meio de tudo isso, volta o ex-presidente Lula com seu já conhecido discurso de que existe uma conspiração contra o PT, pela elite conservadora e pela imprensa, essa mesma que o partido faz de tudo para calar.
 
 
 
*Célio Pezza é colunista, escritor e autor de diversos livros, entre eles: As Sete Portas, Ariane, A Palavra Perdida e o seu mais recente A Nova Terra - Recomeço
 
 
São Paulo, 03 de julho de 2014

Revolução de 64

por Luci Sciascia.


 
Deixei para falar deste assunto no final do dia. Assisti todos os noticiários para ver o que falariam a respeito da Revolução de 64.
 
Como num texto a ser repetido, todos fizeram os mesmos discurso.
 
Fico impressionada com a facilidade com que jornalistas conseguem deturpar a verdade e contar à história que muitos nem chegaram a vivenciar.
 
Quando aconteceu o que estes cidadãos chamam de “Golpe Militar” tinha 14 anos e estudava no Mackenzie. 
 
Apesar de minha pouca idade não deixei de ser alvo assim como meus colegas e amigos das temeridades cometidas pelos estudantes da USP na Rua Maria Antonia em nome do movimento de esquerda imposto no governo de João Goulart.
 
A UNE vociferava palavras de ordem e transformou a Rua Maria Antonia numa praça de guerra. De um lado alunos do Mackenzie que defendiam a democracia do outro, estudantes da UNE que queriam nos impor um regime igual ao de Cuba.
 
O exército não deu um golpe
 
A famosa Marcha da Família liderada por mulheres paulistanas pediram a intervenção militar para colocar fim a balburdia em que vivíamos.
 
Durante o período da “ditadura” acompanhávamos os ataques de terroristas que hoje sabemos eram liderados por Dilma Roussef, José Dirceu e Cia.
 
Aquela época morreram muitos inocentes. Muitos deles úteis à causa. Os cabeças não iam para linha de combate e quando iam era para matar, roubar e sequestrar, coisas mais importantes
 
As perdas foram de ambas as partes.  
 
Enfim o Brasil seguia seu rumo.  
 
Muito se fala que o que falta no Brasil é educação. Realmente foi no governo militar que ela começou a se perder. Colocar a culpa somente nos militares é ignorar o que os professores da escolinha da esquerda  fizeram durante estes 50 anos com a juventude brasileira.
 
Sala de aula no meu tempo era para aprender a ler, escrever  e entender o que se lia. Aprendemos a respeitar os símbolos nacionais.  Nunca vou esquecer quando um amigo dono de uma escola me confidenciou que os professores não queriam mais que os alunos participassem toda Segunda Feira da tradicional cerimônia da bandeira e cantassem o Hino Nacional. 
 
Graças a estes mestres que hoje vemos os analfabetos funcionais. 
 
Há pouco tempo tive em mãos o livro de História do Brasil adotado nas escolas.  De posse do meu, ainda guardado, pude constatar que só não mudaram a data e o autor do Descobrimento do Brasil!
 
A juventude brasileira não conhece a história de seu próprio País. Como um povo sem lastro cultural, pode chegar a algum lugar.
 
O que me leva a pensar e perguntar a todos aqueles que viveram minha época se realmente a “ditadura militar” foi tão sangrenta o que fazem estes senhores hoje no poder? Onde estão suas cicatrizes? 
 
Ao contrário fico imaginando se a “ditadura militar” seguisse os moldes do ídolo destes senhores o ditador Fidel Castro, que já matou mais de 35.000 pessoas contrárias ao seu regime, ou de Mao Tsé- Tung, Lenin, e todos os ditadores que tanto admiram, com certeza nenhum deles estaria hoje aqui tentando mais uma vez transformar o BRASIL , numa grande “DITADURA DE ESQUERDA” . Estariam todos a sete palmos debaixo da Terra!
 
Passaram a borracha nos livros de história, cabe dizer a esta juventude, que durante o “Regime Militar” o Brasil teve o melhor serviço de Correio do mundo, sendo elogiado por diversos países. Foi criada a Embraer, a Petrobrás ainda era nossa.  
 
Quem não devia, não temia. Tínhamos Segurança Pública, emprego.  
 
No final do “Regime Militar” quando começou a abertura e o Brasil se preparava para a redemocratização, por incrível que possa parecer os que hoje fazem parte do PT, foram os que mais criaram problemas na época.
 
Findando, quando José Sarney assumiu a Presidência  do Brasil, surpreendendo a todos com a “súbita” doença de Tancredo Neves o governo militar entregou o Brasil com substancial “reserva cambial” e uma estrutura em que tudo funcionava, apenas a inflação é que estava alta. Em três meses de governo Sarney a “reserva cambial” evaporou e chegamos ao mais alta inflação da história deste País.
 
O resto, bem o resto aí está. 
 
Hoje temos 30 anos de Democracia, mais do que os 20 anos de Regime Militar, e eu pergunto:
 
O QUE FIZERAM DESTE PAÍS?
 
Deram fim no Real que foi uma conquista do povo brasileiro, na Petrobrás, temos a pior internet do mundo, não temos hospitais, a rede viária e ferroviária não existe. A educação acabou, a transposição do Rio São Francisco foi uma cascata e o pior enriqueceram  como nunca antes, na história deste País.
 
E, para completar ainda fazem uma Copa do Mundo em meio a toda esta falta de respeito com o povo brasileiro.
 
Se defender uma Democracia é ser de DIREITA,
EU SOU!